Consultar abono salarial PIS 2023: Caixa e Banco do brasil

O PIS (Programa de Integração Social) é um tema importante e de interesse para muitos trabalhadores brasileiros. Com a finalidade de promover a integração do trabalhador na vida e no desenvolvimento das empresas, o programa oferece benefícios e vantagens que são garantidos por lei e podem auxiliar no complemento da renda dos trabalhadores.

Neste artigo, abordaremos informações relevantes sobre o PIS, desde o seu funcionamento até os principais termos relacionados ao benefício. Com a leitura deste conteúdo, será possível entender melhor como o PIS funciona, quais são os seus direitos e benefícios, além de aprender como realizar consultas e outras informações úteis para os trabalhadores que são elegíveis ao programa.

Neste artigo você vai encontrar:

Saldo PIS – Consultar

Consultar o saldo do PIS é um processo simples e pode ser feito por meio de plataformas digitais (através do site ou aplicativo) telefone ou agências bancárias autorizadas.

Separamos abaixo três maneiras de consultar o PIS rapidamente:

 

Consulta PIS pelo site da Caixa

Consulta PIS pelo site da Caixa
  1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal;
  2. Insira seu CPF e senha;
  3. Verifique o saldo disponível na conta do PIS;
  4. Caso não tenha acesso, faça o cadastro.

 

Consulta PIS pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital

Consulta PIS pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital
  1. Abra o app Carteira de Trabalho Digital em seu dispositivo;
  2. Realize o acesse com sua conta gov.br;
  3. Clique na opção “Benefícios”;
  4. Selecione “Abono salarial”;
  5. O saldo disponível na conta do PIS será exibido na tela.

 

Consulta PIS pelo telefone

  1. Ligue para 0800 726 0207;
  2. Informe o número do PIS;
  3. Nome completo;
  4. Data de nascimento e o CPF;
  5. Confirme as informações;
  6. Será informado o saldo disponível.

 

É importante lembrar que o saldo do PIS é atualizado periodicamente e pode variar de acordo com as contribuições e benefícios recebidos pelo trabalhador. Por isso, é recomendável realizar consultas regulares para manter-se informado sobre o saldo disponível e outros benefícios oferecidos pelo PIS.

O que é o PIS?

O PIS (Programa de Integração Social) é um benefício criado pelo governo brasileiro em 1970 para os trabalhadores formais que contribuem para o fundo do PIS/PASEP. O programa tem como objetivo principal promover a integração do trabalhador na vida e no desenvolvimento das empresas, oferecendo benefícios e vantagens garantidos por lei.

Para os cidadãos brasileiros, os principais benefícios do PIS são:

  • Complemento de renda
  • Distribuição de renda
  • Estímulo ao consumo
  • Reconhecimento do trabalhador
  • Incentivo à formalização do trabalho
  • Valorização do trabalhador

 

O benefício é pago anualmente de acordo com o calendário estabelecido pelo governo e pode variar de valor de acordo com o tempo de contribuição do trabalhador. Além disso, o PIS também oferece outras vantagens e benefícios que podem ser consultados pelos trabalhadores elegíveis.

É importante lembrar que o PIS é um direito assegurado por lei e pode ser consultado por meio de diversas plataformas digitais.

Quem tem direito ao PIS?

Para receber o PIS, o trabalhador precisa estar com as informações cadastrais atualizadas na base de dados do governo e cumprir os demais requisitos estabelecidos pelo programa.

Confira abaixo quem tem direito ao PIS:

  • Trabalhadores que possuem carteira assinada e contribuem para o fundo do PIS/PASEP há pelo menos cinco anos;
  • Trabalhadores que ganham até dois salários mínimos por mês;
  • Trabalhadores que trabalharam pelo menos 30 dias no ano-base;
  • Empregados de empresas públicas ou privadas;
  • Servidores públicos que contribuem para o fundo do PASEP.

 

Como fazer o cadastro no PIS?

O cadastro no PIS é realizado automaticamente para trabalhadores que possuem carteira assinada.

Confira abaixo as informações necessárias para o cadastro no PIS:

  • Documento de identificação com foto (RG, CNH, Carteira de Trabalho);
  • CPF (Cadastro de Pessoas Físicas);
  • Carteira de Trabalho (CTPS) com registro de vínculo empregatício;
  • Número do NIS (Número de Identificação Social) ou PIS anterior, caso já tenha.

 

O cadastro no PIS é feito pelo empregador no momento da contratação do trabalhador, por meio do registro na carteira de trabalho. Para verificar se o cadastro no PIS foi realizado corretamente, é possível consultar o número do NIS ou do PIS em plataformas digitais ou em agências bancárias autorizadas.

Caso haja problemas com o cadastro no PIS, é possível solicitar a correção dos dados cadastrais por meio de um canal de atendimento do governo ou da empresa empregadora. É importante lembrar que o cadastro no PIS é um processo simples e necessário para o recebimento dos benefícios e vantagens oferecidos pelo programa.

Qual o calendário de pagamento do PIS?

O calendário do PIS é uma importante ferramenta que informa aos trabalhadores sobre as datas de pagamento do abono salarial e outros benefícios oferecidos pelo programa.

Confira abaixo a importância do calendário PIS 2023:

Calendário PIS 2023

Como sacar o PIS?

O saque do PIS pode ser realizado em agências bancárias autorizadas, de acordo com o calendário de pagamento estabelecido pelo governo.

Confira abaixo como sacar o PIS:

  1. Verifique o calendário de pagamento do PIS para saber a data de saque;
  2. Compareça a uma agência bancária autorizada, portando um documento de identificação com foto e o número do NIS ou do PIS;
  3. Caso possua o Cartão Cidadão, é possível realizar o saque em caixas eletrônicos ou casas lotéricas;
  4. Em caso de saque do abono salarial, o valor é proporcional ao tempo de contribuição do trabalhador;
  5. O saque do PIS pode ser realizado por trabalhadores que possuem carteira assinada e contribuem para o fundo do PIS/PASEP.

 

É importante lembrar que o saque do PIS deve ser realizado dentro do prazo estabelecido pelo governo, caso contrário o trabalhador perde o direito ao benefício. Além disso, é necessário manter os dados cadastrais atualizados na base de dados do governo para evitar problemas com o saque do benefício. Com estas informações, o trabalhador pode realizar o saque do PIS de forma simples e rápida.

Como sacar o PIS sem o cartão cidadão?

O saque do PIS pode ser realizado sem o cartão cidadão em algumas situações específicas.

Confira abaixo como sacar o PIS sem o cartão cidadão:

  1. Compareça a uma agência bancária autorizada, portando um documento de identificação com foto e o número do NIS ou do PIS;
  2. Informe ao atendente que deseja sacar o PIS sem o cartão cidadão;
  3. Caso o valor seja inferior a R$ 1.500, é possível realizar o saque diretamente no caixa;
  4. Caso o valor seja superior a R$ 1.500, é necessário apresentar um cheque do mesmo banco em que deseja realizar o saque;
  5. Em caso de dúvidas, é recomendável entrar em contato com a agência bancária autorizada para obter informações sobre os procedimentos necessários para realizar o saque sem o cartão cidadão.

 

É importante lembrar que o saque do PIS sem o cartão cidadão pode ser mais demorado e exigir mais documentações, além de depender das políticas e procedimentos de cada banco. Por isso, é recomendável entrar em contato com a agência bancária autorizada com antecedência para obter informações sobre os procedimentos e documentos necessários para realizar o saque do PIS sem o cartão cidadão.

Como sacar o PIS após o prazo?

O saque do PIS deve ser realizado dentro do prazo estabelecido pelo governo, caso contrário o trabalhador perde o direito ao benefício. No entanto, em algumas situações específicas, é possível sacar o PIS após o prazo. Confira abaixo como sacar o PIS após o prazo:

  1. Verifique se ainda é possível realizar o saque do PIS em agências bancárias autorizadas;
  2. Caso não seja mais possível realizar o saque em agências bancárias autorizadas, entre em contato com o atendimento do governo para obter informações sobre o procedimento de saque após o prazo;
  3. Em alguns casos, é necessário solicitar a reabertura do benefício para realizar o saque do PIS;
  4. Em caso de dúvidas ou problemas com o saque após o prazo, é recomendável entrar em contato com o atendimento do governo para obter informações sobre os procedimentos necessários.

 

É importante lembrar que o saque do PIS após o prazo pode estar sujeito a multas e outras penalidades estabelecidas pelo governo. Por isso, é recomendável realizar o saque dentro do prazo estabelecido para evitar problemas e garantir o recebimento do benefício.

Como saber se tenho PIS a receber?

Saber se há PIS (Programa de Integração Social) a receber é um processo simples e pode ser realizado por meio de plataformas digitais ou agências bancárias autorizadas.

Confira abaixo como saber se tem PIS a receber:

  1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil;
  2. Insira o número do NIS ou do PIS e a senha de acesso;
  3. Verifique se há saldo disponível na conta do PIS ou se há algum benefício a receber;
  4. Caso não possua senha de acesso, é possível criar uma pelo site ou em uma agência bancária autorizada;
  5. É possível também consultar o PIS por meio do aplicativo do governo Carteira de Trabalho Digital, disponível para download em dispositivos móveis.

 

Com estas informações, o trabalhador pode saber se há PIS a receber e realizar o saque do benefício de forma simples e rápida.

Como calcular o valor do PIS?

O valor do PIS é calculado com base no tempo de contribuição do trabalhador e pode variar de acordo com as políticas estabelecidas pelo governo.

Confira abaixo como calcular o valor do PIS:

  1. Verifique o calendário de pagamento do PIS para saber a data de saque do benefício;
  2. Calcule o valor do abono salarial de acordo com o tempo de contribuição do trabalhador, considerando o valor proporcional ao número de meses trabalhados no ano-base;
  3. Para calcular o valor do rendimento do PIS, é necessário verificar a taxa de juros definida pelo governo para o período em questão e multiplicar o valor do saldo disponível na conta do PIS pelo percentual de rendimento estabelecido;
  4. Em caso de dúvidas ou problemas com o cálculo do valor do PIS, é recomendável entrar em contato com o atendimento do governo ou da agência bancária autorizada.

 

Qual a diferença entre PIS e PASEP?

Tanto o PIS (Programa de Integração Social) quanto o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) são programas de benefícios oferecidos pelo governo. No entanto, existem algumas diferenças entre os dois programas. Confira abaixo a diferença entre PIS e PASEP:

  • Público-alvo: O PIS é destinado aos trabalhadores da iniciativa privada que possuem carteira assinada, enquanto o PASEP é destinado aos servidores públicos;
  • Fonte de recursos: O PIS é financiado por contribuições sociais feitas pelas empresas, enquanto o PASEP é financiado por contribuições sociais feitas pelos órgãos públicos;
  • Órgão responsável: O PIS é administrado pela Caixa Econômica Federal, enquanto o PASEP é administrado pelo Banco do Brasil;
  • Forma de pagamento: O pagamento do PIS é realizado pela Caixa Econômica Federal em agências bancárias, casas lotéricas ou por meio do Cartão Cidadão. Já o pagamento do PASEP é realizado pelo Banco do Brasil em agências bancárias ou por meio do Cartão do Banco do Brasil;
  • Data de pagamento: O calendário de pagamento do PIS é definido pela Caixa Econômica Federal e o calendário de pagamento do PASEP é definido pelo Banco do Brasil.

 

Em resumo, a principal diferença entre PIS e PASEP está no público-alvo e na fonte de recursos. Enquanto o PIS é destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e é financiado por contribuições das empresas, o PASEP é destinado aos servidores públicos e é financiado por contribuições dos órgãos públicos.

Posso sacar o abono salarial PIS pelo Banco do Brasil?

Não é possível sacar o PIS pelo Banco do Brasil. O Banco do Brasil atua como agente pagador do PASEP para os trabalhadores que possuem conta corrente ou conta poupança na instituição. Para quem tem direito ao PASEP, os saques podem ser realizados nos terminais de autoatendimento, nas agências do Banco do Brasil ou por meio dos canais digitais, como o aplicativo BB. O abono salarial PIS é pago exclusivamente pela Caixa Econômica Federal.

Como funciona o PIS para trabalhadores autônomos?

O benefício do PIS é oferecido aos trabalhadores que possuem carteira assinada. Para os trabalhadores autônomos, o PIS não é uma opção disponível, já que o programa é voltado apenas para trabalhadores formais.

No entanto, os trabalhadores autônomos podem ter direito a outros benefícios, como o Cadastro Único e o Bolsa Família, por exemplo. Para isso, é necessário se cadastrar no Cadastro Único, que é um sistema do governo utilizado para identificar e caracterizar as famílias de baixa renda. O Cadastro Único permite o acesso a diversos benefícios sociais, como o Bolsa Família, que é um programa de transferência de renda destinado a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Dessa forma, os trabalhadores autônomos podem ter acesso a benefícios sociais do governo por meio do aplicativo Cadastro Único e do Bolsa Família, mas não podem receber o PIS, já que o programa é voltado apenas para trabalhadores com carteira assinada.

Qual o aplicativo do PIS?

O aplicativo oficial do PIS é o Caixa Trabalhador. O aplicativo está disponível para download gratuito nas lojas de aplicativos Google Play (para dispositivos Android) e App Store (para dispositivos iOS).

Para baixar o aplicativo Caixa Trabalhador, siga os passos abaixo:

Aplicativo Caixa Trabalhador
  1. Acesse a loja de aplicativos do seu dispositivo (Google Play ou App Store);
  2. Pesquise pelo aplicativo Caixa Trabalhador;
  3. Clique no botão “Instalar” para baixar e instalar o aplicativo em seu dispositivo;
  4. Após a instalação, abra o aplicativo e siga as instruções para acessar as funcionalidades disponíveis.

 

O aplicativo Caixa Trabalhador permite realizar diversas consultas relacionadas ao PIS, como a consulta ao saldo disponível na conta do PIS, a consulta ao calendário de pagamento do benefício, entre outras. Além disso, o aplicativo também permite realizar consultas relacionadas a outros benefícios sociais, como o Bolsa Família, por exemplo.

Quem nunca trabalhou com carteira assinada tem PIS?

Não. O PIS é um benefício oferecido aos trabalhadores que possuem carteira assinada e realizam contribuições sociais ao longo do ano. Dessa forma, quem nunca trabalhou com carteira assinada não tem direito ao PIS.

Em conclusão, o PIS  é um importante benefício para os trabalhadores brasileiros. Por meio do programa, é possível receber uma renda extra anual, que pode ser utilizada para diversos fins, como pagamento de dívidas, investimentos ou até mesmo para lazer.

Para ter acesso ao benefício, é importante manter as contribuições sociais em dia e realizar o cadastramento junto ao governo. Além disso, é fundamental estar atento aos prazos de pagamento e às regras estabelecidas pelo programa para garantir o recebimento do benefício de forma correta e sem problemas. Com isso, é possível aproveitar ao máximo os benefícios do PIS e garantir mais tranquilidade financeira.

artigos relacionados Read too:
rewarded credit cards
The best cards of 2024 List made by leading credit experts